content

Líderes de sucesso: 10 mulheres para você se inspirar

Conheça a trajetória de liderança de grandes profissionais do mundo corporativo, da política e entretenimento.

 

Você sabia que Sheryl Sandberg foi a responsável por tornar o Facebook uma das empresas mais rentáveis do mundo? E que em 2013, Mary Barra assumiu o cargo de CEO da General Motors, tornando-se a primeira mulher no mundo a liderar uma montadora?

 

Essas mulheres conquistaram espaços de destaque em suas áreas, tornando-se verdadeiras referências de liderança, desenvolvimento e gestão. Esses exemplos abrem caminhos para que outras mulheres busquem ocupar esses espaços.

 

O Índice de Diversidade de Gênero (IDG), elaborado pela Kantar, apontou que o número de mulheres em cargos de liderança no mundo dobrou nos últimos anos, de 10% para 20%. Apesar de ser um percentual ainda muito baixo, esses índices mostram que o mercado vem se movimentando para mudar essa realidade.

 

Embora ainda existam muitos desafios a serem vencidos, a equidade de gênero, em todos os âmbitos sociais, incluindo o mercado corporativo, e principalmente nele, é um caminho sem volta e precisa ser reafirmado e comemorado.

 

Por isso, listamos 10 lideranças de sucesso para inspirar você e a sua carreira. Conheça essas trajetórias!

 

Sheryl Sandberg

A economista nascida no estado de Washington, Estados Unidos, se formou em Harvard em 1991, onde foi agraciada com o prêmio John H. Williams, honraria entregue aos alunos que se destacam durante a graduação de economia. Ainda em Harvard, concluiu seu MBA e posteriormente teve passagens pelo Banco Mundial, a empresa de consultoria McKinsey & Company e pelo Tesouro dos Estados Unidos, onde atuou até 2001. 

 

Convidada pelo então diretor-geral do Google, Eric Schmidt, Sandberg assumiu as vendas online de produtos e foi a responsável pela implementação do sistema de publicidade do buscador. Seu trabalho rendeu tantos resultados que, quando ela iniciou contava com uma equipe modesta de quatro pessoas, e ao sair da empresa já gerenciava uma equipe de 4 mil funcionários.

 

Os resultados positivos acabaram despertando o interesse do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg. Em 2008, Sandberg assumiu a posição de Chefe de Operações da rede social, o cargo mais alto de uma empresa depois do CEO. Ela se tornou a responsável por toda a área de negócios e comunicações da empresa, incluindo os setores de marketing, vendas e gestão. 

 

A frente dos negócios, Sheryl Sandberg transformou o Facebook em uma das empresas mais rentáveis do mundo. Seu desempenho lhe rendeu um lugar no conselho da empresa, se tornando a primeira mulher a ocupar essa posição na companhia. 

 

Kamala Harris

Ela é o que consideramos uma precursora. Foi a primeira mulher negra a se tornar procuradora-geral do estado da Califórnia, nos Estados Unidos, e a primeira mulher de origem asiática a assumir uma posição no senado norte-americano. Agora, ela volta a se destacar como a primeira mulher vice-presidente da América.

 

Filha de uma indiana e um jamaicano, Kamala Harris cresceu pelas ruas de Oakland, na Califórnia. Estudou Artes na Universidade Howard, uma das mais prestigiadas instituições dedicadas a estudantes negros nos Estados Unidos. Graduou-se em direito na Hastings College of the Law, na Universidade da Califórnia, dando início a sua carreira na Promotoria do condado de Alameda. 

 

Em 2003, tornou-se promotora-chefe em San Francisco. Na sequência, foi eleita a primeira mulher negra procuradora-geral da Califórnia. Sua trajetória de liderança também conta com uma passagem pelo senado norte-americano em 2017 e uma ousada candidatura à presidência do país. 

 

Aos 56 anos, ao lado de Joe Biden, Harris venceu as eleições norte-americanas, tornando-se a primeira mulher a ser vice-presidente do país e uma das mulheres mais poderosas na política mundial.

 

Susanne Madsen

Antes de se tornar uma autora premiada e ser reconhecida internacionalmente por seu trabalho em liderança de projetos, Susanne Madsen atuou no setor corporativo, à frente de programas para organizações como Standard Bank, Citigroup e JPMorgan Chase. 

 

Professora da Fundação Instituto de Administração, uma das mais conceituadas escolas de negócios do mundo, Madsen acumula décadas de know-how em liderança de programas e projetos. Não é à toa que seu trabalho como treinadora corporativa e consultora de liderança rendeu a publicação de dois livros: “The Power of Project Leadership” e “The Project Management Coaching Workbook”. 

 

Suas obras, descritas pela crítica como “inspiradoras” e “leituras obrigatórias para quem atua no mundo dos projetos”, são exemplos da trajetória de sucesso construída pela autora que, atualmente, trabalha junto a empresas do mundo todo, desenvolvendo e ampliando conhecimentos em liderança corporativa.

 

Na FIA Online, Susanne está entre um renomado time de profissionais que compartilham suas experiências de mercado na pós-graduação em Gestão de Projetos.

 

Michelle Obama

Ela foi a primeira mulher negra a se tornar primeira-dama dos Estados Unidos. A responsabilidade era grande, mas Michelle Obama desempenhou a função com maestria, demonstrando um forte espírito de liderança e determinação.

 

Graduou-se em Direito pela Harvard em 1988. Um ano depois conheceu Barack, o companheiro com quem trilharia sua jornada de sucesso. Em Chicago, sua cidade natal, deu seus primeiros passos nos serviços públicos, criando um programa de treinamento de liderança para jovens adultos onde atuou como diretora executiva até 1996.

 

Posteriormente, Michelle se tornou reitora de serviços estudantis da Universidade de Chicago, onde desenvolveu o Centro de Serviços Comunitários da instituição. Também atuou como diretora executiva dos negócios da comunidade e, posteriormente, como vice-presidente da Comunidade e Negócios Externos do Hospital da Universidade de Chicago.

 

Em 2008, Michelle afastou-se das suas funções na Universidade para focar na campanha presidencial do marido, que viria a se tornar o 44º presidente dos Estados Unidos. Como primeira-dama, Michelle teve um importante papel na política nacional e internacional, tornando-se um verdadeiro símbolo de liderança. Em 2018, lançou sua autobiografia “Minha História”, onde compartilha momentos da sua vida, da infância até sua chegada à Casa Branca. 

 

Andréa Thomé

Com mais de 26 anos de experiência em Cibersegurança, Andréa Thomé conquistou seu espaço, destacando-se como referência e liderança em uma área predominantemente masculina. 

 

Em 2021 assumiu o cargo de Head de Cibersegurança da Everis Brasil, tornando-se a responsável por estruturar o setor da companhia e apresentar aos clientes uma nova oferta de valor no país. 

 

Executiva, empreendedora e especialista em soluções de consultoria para GRC - Governança, Riscos e Compliance, Auditoria Interna, Segurança da Informação e Governança de TI, Thomé iniciou sua trajetória de sucesso em São Caetano do Sul, interior de São Paulo. Desde então, reuniu passagens por diversas empresas multinacionais como EY, PwC, ISS/IBM, Baker Tilly e Phillips.

 

Ela é a líder no Brasil da Womcy - LATAM Women in Cybersecurity. Também integra os grupos Mulheres do Brasil e Rede Mulher Empreendedora, que promovem ações voluntárias de empoderamento. Além disso, é palestrante em eventos nacionais e internacionais sobre temas de GRC. 

 

Na FIA Online, está entre os professores do curso de pós-graduação em Cibersegurança e Proteção Digital de Negócios.

 

Mary Barra

De estagiária a CEO de uma das maiores montadoras do mundo! Mary Barra deu seus primeiros passos no setor automobilístico aos 18 anos, quando iniciou sua trajetória na General Motors. Na montadora, ocupou cargos nas áreas de engenharia e administração, inclusive atuando como gestora da fábrica em Detroit.

 

Formada em Engenharia Elétrica pela Universidade Kettering, antigo General Motors Institute, Barra possui MBA pela Stanford Graduate School of Business. Em sua ascensão na companhia, atuou como vice-presidente de recursos humanos e vice-presidente executiva de desenvolvimento de produtos globais.

 

Em 2014, assumiu a posição mais alta da empresa, como presidente da General Motors. O cargo lhe rendeu uma marca histórica: Mary Barra se tornou a primeira mulher no mundo todo a assumir tal posição em uma montadora.

 

No seu comando, a companhia apostou na inovação tecnológica como forma de ascender e continuar liderando posições no mercado. O livro “Estrada para o Sucesso”, escrito pela jornalista Laura Colby, traz um relato inspirador da trajetória de Barra, ressaltando importantes lições de liderança e carreira.

 

Angela Merkel

Há 16 anos no poder, ocupando o cargo mais alto da Alemanha, Angela Merkel é considerada a mulher mais poderosa do mundo e uma das maiores líderes da Europa. Foi a primeira mulher a ocupar a posição de chanceler do país, sendo reeleita por quatro vezes.

 

Criada na Alemanha Oriental, Merkel graduou-se em Física pela Universidade de Leipzig, em 1978. Ainda nesse ano, trabalhou no Instituto Central de Físico-Química da Academia de Ciências, em Berlim. Ela era a única mulher do departamento. Em paralelo, seguiu seus estudos, concluindo seu doutorado em química quântica e atuando como pesquisadora científica.

 

Após a queda do muro de Berlim, Merkel se viu engajada ao movimento que buscava a democratização do país, iniciando assim a sua trajetória na política. Durante um tempo atuou nos bastidores de partidos políticos até conquistar o posto de ministra da Mulher e da Juventude em 1991. Na sequência, foi nomeada ministra do Meio Ambiente e da Segurança Nuclear e, posteriormente, foi secretária geral do CDU.

 

Nos anos seguintes, Merkel chegou à presidência do partido, tornando-se uma potencial candidata ao cargo de chanceler. Em 2005, Merkel venceu as eleições com 397 votos favoráveis, tornando-se a primeira mulher na chefia da Alemanha. Seus anos no poder lhe renderam prestígio internacional e o reconhecimento da sua boa gestão. 

 

Shonda Rhimes

Uma das produtoras e roteiristas mais notáveis da atualidade, Shonda Rhimes é um verdadeiro exemplo de empreendedorismo e liderança. Sua visão para os negócios e seu senso aguçado para criar histórias cativantes e vendedoras, a tornam uma referência no mundo do entretenimento.

 

Nascida e criada em Chicago, Rhimes começou cedo a contar histórias. Ainda na infância, já dirigia e atuava em peças teatrais. Na faculdade, graduou-se em Língua Inglesa e Escrita Criativa pela Dartmouth College. Posteriormente, mudou-se para Los Angeles e ingressou na Universidade da Califórnia, dando início aos seus estudos em escrita de roteiros para televisão.

 

Em 2001, produziu o grande sucesso de bilheteria da Disney, O Diário da Princesa. Na sequência, escreveu a comédia adolescente Crossroads (2002) e a continuação O Diário da Princesa 2 - O Casamento Real (2004). 

 

Em 2005, fundou sua própria produtora: a Shondaland. Dessa empreitada, surgiram sucessos como as séries Grey's Anatomy, Scandal, How To Get Away With Murder e Bridgerton, essa última uma parceria fechada com um dos maiores serviços de streamings por assinatura, a Netflix. Seus trabalhos estão entre as produções mais premiadas dos Estados Unidos e seguem alcançando ótimos índices de audiência na tv americana. 

 

Jacinda Ardern

Ela se tornou um exemplo mundial de liderança por conta da sua gestão e medidas na contenção da pandemia do novo coronavírus na Nova Zelândia. Jacinda Ardern está em seu segundo mandato como primeira-ministra do país e já é reconhecida internacionalmente pela maestria com que lida frente aos desafios e adversidades.

 

Aos 40 anos, ela é a primeira-ministra mais jovem de um país da Oceania. Ardern começou sua trajetória política logo após graduar-se na Universidade de Waikato, em 2001. Ela trabalhou como pesquisadora no gabinete da ministra Helen Clarke, e anos mais tarde, foi assessora do primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair. 

 

Foi eleita para o Parlamento da Nova Zelândia em 2008. Anos mais tarde, em 2017, chegou à vice-presidência do Partido Trabalhista e assumiu a liderança da oposição, quando Andrew Little renunciou a sua candidatura faltando menos de dois meses para a eleição. 

 

Ardern abraçou o desafio e com muita desenvoltura, simpatia e propostas bem estruturadas, venceu a eleição se tornando a primeira-ministra do país. Sua visão progressista, seus posicionamentos coerentes e a tomada de decisões assertivas ao longo do seu mandato, fazem de Jacinda Ardern uma das principais líderes globais.

 

Louise Barsi

A sucessora do bilionário e investidor brasileiro, Luiz Barsi, já acumula em seu currículo mais de 11 anos com investimentos na bolsa de valores. Louise Barsi carrega com orgulho o sobrenome do pai e já caminha rumo à sua própria trajetória de sucesso no mercado financeiro.

 

Aos 14 anos, já investia na bolsa e aos 17 já atuava junto a corretoras de valores. Barsi é economista, Analista CNPI, Conselheira de Administração, Conselheira Fiscal e fundadora da empresa Ações Garantem o Futuro. A instituição de educação digital promove cursos, entre eles o Jeito Barsi de Investir, treinamento que aborda a metodologia de investimento de Luiz Barsi. 

 

Sua trajetória conta com passagens por empresas como Eternit, Santander Brasil e Klabin. Atualmente, Barsi compartilha seu conhecimento e experiência com o mercado financeiro no curso de pós-graduação Certificate em Operador de Mercado Financeiro e no MBA em Gestão de Negócios: Finanças da FIA Online.

 

Desenvolva a sua liderança

A capacidade de liderar está diretamente relacionada ao avanço e ascensão profissional. Desenvolver habilidades de liderança e gestão é um passo determinante para o sucesso da sua carreira.

 

Na FIA Online, você enriquece seu networking ao lado de profissionais, que assim como Louise Barsi, Andréa Thomé e Susanne Madsen, compartilham experiências sólidas e vivência de mercado. Seja referência em liderança com uma das mais conceituadas Escolas de Negócios do mundo.

DEIXE UM COMENTÁRIO