MATRICULE-SE HOJE, GANHE UM AMAZON ECHO DOT E ENTRE NO MUNDO DO COMANDO DE VOZ.

*Bônus disponível até 31/12.

Acesse o regulamento
VEJA MAIS
content

Geração Z e Millennials: como liderar diferentes perfis

Um dos destaques da semana na Internet foi a “guerra geracional” entre millenials e geração Z. Como liderança, entenda os impactos das diferenças entre esses grupos no mercado de trabalho.

 

Nas redes sociais, a base da polêmica foi a ascensão do termo “cringe”, entre pessoas nascidas entre 1980 e 1996, conhecidas como millenials, e entre o final dos anos 1990 e 2010, a geração Z.

 

O termo cringe diz respeito a “sentir-se muito envergonhado ou constrangido”, conforme o Dicionário de Cambridge. Ou seja, para a geração mais nova a palavra cringe é usada para classificar pessoas que fazem coisas fora de moda ou mesmo ultrapassadas.

 

Mas, apesar da brincadeira que revelou diferenças importantes dessas faixas etárias, por que essa discussão é relevante para o mercado de trabalho?

 

Ela representa a mudança de comportamento e prioridade ao longo dos anos, impactando diretamente na forma como as pessoas se relacionam consigo mesmas, entre si e nas relações profissionais.

 

O que é imprescindível entender é que o surgimento de uma nova geração não exclui nem apaga a anterior. Essas transformações são ocasionadas pelo contexto histórico que elas estão inseridas.

 

Benefícios da diversidade de gerações nas organizações

Ao compreender as particularidades de cada faixa etária e identificando os variados perfis, a relação entre líderes e liderados flui muito melhor, usando essas diferenças a favor dos negócios. Conheça as vantagens:

 

  • Disposição e experiência na equipe
  • Aprendizado coletivo
  • Estímulo à criatividade e à inovação, a partir da diversidade de repertório individual
  • Mais produtividade, gerando maior engajamento entre profissionais

 

Não existe uma fórmula matemática exata para determinar as gerações. Afinal, existem variações entre os períodos de cada uma. Mesmo assim, é possível identificar características comuns entre as pessoas nascidas em cada geração. 

 

Ou seja, as gerações reúnem pessoas com perfis de indivíduos influenciados por um mesmo contexto histórico. O que, consequentemente, reflete-se em seus comportamentos, costumes, valores e linguagem. Veja:

 

  • Baby Boomers: nascidos de 1940 a 1960
  • Geração X:  nascidos de 1961 a 1980
  • Geração Y (Millennials): nascidos de 1981 a 1996
  • Geração Z: nascidos no final dos anos 1990 a 2010
  • Geração Alpha: nascidos a partir de 2010

 

Como liderar diferentes gerações, como X, Y e Z

Com isso, fica mais fácil de compreender as posturas e decisões das pessoas no âmbito profissional conforme o contexto social e econômico que se desenvolveram. Hoje, profissionais de mais de duas gerações se encontram no mercado de trabalho e a reflexão que surge é: como liderar diferentes gerações em um mesmo ambiente?

 

Reunimos 5 dicas para ajudar você na gestão de equipes multigeracionais:

 

  • Conheça as pessoas do seu time e explore o que há de melhor em cada um
  • Engaje e motive as pessoas para que continuem na empresa
  • Invista na capacitação do seu time, buscando a evolução individual e coletiva
  • Reconheça seus liderados 
  • Crie a cultura do feedback e escute sempre

 

Um fato importante é que a idade dos profissionais não pode ser mudada, mas você pode desenvolver habilidades e competências para trabalhar com diferentes perfis. Aperfeiçoe-se enquanto liderança, atualizando seus processos e ferramentas de gestão.

 

Conheça os cursos de pós-graduação e MBA da FIA Online, uma das melhores Escolas de Negócios do mundo. E qualifique-se com profissionais de alto nível e performance.

DEIXE UM COMENTÁRIO