content

Persuasão: o que o Marketing tem a ensinar sobre a Arte de Convencer?

No dicionário, a palavra persuasão se refere ao ato de fazer com que alguém acredite ou passe a acreditar em você. É uma forma de convencer e instigar o seu interlocutor.

 

Esse conceito, muito utilizado pelo marketing, é conhecido como a Arte de Convencer. Mas engana-se quem o relaciona ao ato de mentir.

 

A persuasão está longe de ter alguma relação com as famosas e nada bem vistas propagandas enganosas. Muito pelo contrário, quando bem utilizada, pode se tornar um poderoso artifício de vendas para a sua estratégia.

 

Aproveitando o embalo deste 1º de abril, que tal descobrir o que o marketing tem a ensinar para o seu negócio sobre a arte de convencer?

 

Ao longo desse artigo, você irá se aprofundar nesse conceito através de valiosas lições. Continue com a leitura e aproveite os insights!

 

Para começar…

 

Fale com autoridade

 

Sabe aquele velho argumento utilizado por uma famosa marca de cremes dentais “9 em cada 10 dentistas recomendam”? Pois bem, esse é um artifício de persuasão poderoso e que demonstra autoridade no assunto.

 

Essa fala está diretamente ligada à qualidade do produto e a aceitação entre os profissionais relacionados à ele. O argumento consegue conversar com todos os públicos, desde o consumidor final aos profissionais que são autoridade no assunto.

 

Além disso, é uma ótima oportunidade de comprovar a eficácia do seu produto e apresentar cases de sucesso. 

 

Conte boas histórias

 

Quem não tem na memória um comercial preferido? Uma propaganda que, em poucos segundos, apresentava uma narrativa criativa e cativante? O storytelling é uma peça fundamental para qualquer estratégia de venda. Uma boa história é capaz de aproximar, criar conexões e prender a atenção do público.

 

Para quem quer vender, criar pontos de identificação com as pessoas e transformar isso em uma bela história, pode ser uma ótima maneira de convencer. 

 

Saiba com quem você está falando

 

Conhecer o seu público e entender suas necessidades é uma prioridade na hora de tentar persuadir. Se o que você está oferecendo não fizer sentido com o que o seu consumidor está procurando, de nada vai adiantar um belo discurso.

As pessoas precisam se identificar com você, com a sua marca e com o que você vende. Elas precisam sentir que fazem parte daquilo. E não, essa não é uma tarefa fácil. Criar esse sentimento de pertencimento requer muita pesquisa de mercado e um planejamento estratégico e inteligente.

 

Gentileza gera gentileza

 

As pessoas normalmente lembram com carinho de marcas que possuem um bom atendimento, cuidado com a experiência de compra - do carrinho até a entrega, e se mostram preocupadas em oferecer os melhores serviços. Tudo isso gera reciprocidade.

 

A forma como a sua empresa se comporta também é uma maneira de persuadir o seu público. Toda ação gera uma reação, se a sua marca não entrega boas experiências, os retornos também não serão positivos.

 

E por falar em entrega…

 

Que tal investir nela? Pense além da compra. Obviamente esse é o seu objetivo final, mas fidelizar um cliente gera retornos financeiros e emocionais para o seu negócio.

 

Entregue mais do que o que foi prometido. Quando você investe na experiência do seu cliente, isso demonstra não só que você se preocupa, mas como também quer construir uma relação recíproca com ele. 

 

A fidelização é a maior prova de que todos os seus argumentos foram convincentes. 

 

Para não fazer!

 

Lembra lá no início, quando falamos que persuadir não tem nada a ver com enganar o seu público? Pois aqui vai um case do que NÃO fazer.

 

Em 2014, uma marca de sorvetes utilizou um argumento de venda baseado em um fato histórico sobre o produto. Entretanto, nem tudo era verdade. A marca se apropriou de elementos ficcionais para compor essa narrativa, o que acarretou na abertura de um processo de propaganda enganosa investigado pelo Conselho de Autorregulamentação Publicitária, o Conar.

 

Esse é um exemplo de como devemos ter atenção ao construir nossos argumentos de venda, principalmente se estamos falando de um produto específico. É preciso estar atento e seguir rigorosamente aquilo a que se propõe o item que será comercializado.

 

Transmita convicção

 

A cada dia que passa o mercado se torna mais competitivo e exigente. Para estar na frente é preciso convencer e para convencer é preciso ter certeza sobre os seus próximos passos.

 

Comece pela FIA Online e esteja entre as grandes referências do mercado. Torne-se um especialista e faça parte da comunidade de profissionais mais disputados no mundo dos negócios.

DEIXE UM COMENTÁRIO