content

5 empresas que precisaram mudar a rota para alcançar o sucesso

Mudar muitas vezes pode ser um processo difícil, especialmente quando existe um certo receio em fazer novas apostas. Nos negócios, é preciso estar preparado para encarar desafios e saber lidar com a imprevisibilidade do mercado. Muitas vezes, mudar a rota e apostar todas as fichas em uma nova direção pode ser um movimento inteligente e vantajoso.

 

Para algumas empresas, pivotar é a virada de chave para o sucesso. Muito conhecido no mundo dos negócios, esse termo faz referência a uma mudança radical nos rumos de uma empresa, quando essa não vem apresentando os resultados esperados.

 

Grandes companhias como Amazon, Instagram, YouTube, Netflix e Uber precisaram se reinventar para alcançar o sucesso. Quer conhecer um pouco mais sobre esses cases de sucesso? Continue lendo o nosso artigo.

 

Amazon

A empresa criada por Jeff Bezos em 1994, deu seus primeiros passos no mundo varejista como um e-commerce de livros. Quando entendeu o potencial que existia para ampliar a sua oferta, a Amazon passou a comercializar inúmeros segmentos, desde móveis e eletrodomésticos à eletrônicos de última geração.

 

Essa mudança transformou os rumos da empresa, tornando a Amazon um dos principais e-commerces do mundo. O mais interessante é que, apesar dessa transformação, a empresa conseguiu manter suas raízes, comercializando até hoje milhares de exemplares de livros tanto físicos quanto digitais.

 

Instagram

Uma das maiores redes sociais do mundo atualmente, o Instagram nasceu com um propósito semelhante ao Foursquare. A ideia seria unir a fotografia à inúmeros lugares, através da geolocalização. 

 

O que ninguém esperava, era que o comportamento dos usuários na rede social fosse transformar esse propósito. O Instagram popularizou o termo selfie e se tornou um espaço para compartilhar a vida e o cotidiano. Além de servir como uma vitrine virtual para diversas marcas e estabelecimentos, é uma das plataformas mais utilizadas pelos criadores de conteúdo atualmente.

 

YouTube

O segundo maior buscador do mundo, não começou com esse propósito. O site desenvolvido pelos ex-funcionários do Paypal, Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim, surgiu através da ideia de criar uma plataforma de encontros virtuais através de vídeos.

 

A ideia inicial não conquistou muitos fãs, levando os seus criadores a permitirem o upload de vídeos sobre qualquer assunto. Desde então o YouTube se tornou a maior rede de compartilhamento de vídeos do mundo, impulsionando a criação de conteúdo digital.

 

Netflix

Antes de se tornar um dos maiores serviços de streaming do mundo a Netflix era uma locadora de filmes. Fundada em 1997 por Reed Hastings e Marc Randolph, a empresa nasceu com o propósito de alugar filmes sem precisar sair de casa.

 

Com a popularização da internet, Reed Hastings visualizou uma oportunidade de crescimento. Hoje, a plataforma online já conta com milhares de filmes e séries mundiais, inclusive produções próprias e premiadas, ultrapassando mais de 200 milhões de assinantes no mundo todo.

 

Uber

Fundada em 2009 por Garrett Camp e Travis Kalanick, a Uber surgiu com uma proposta inovadora, agregando luxo e segurança ao transporte de passageiros. Entretanto, a ideia dos “táxis de luxo” logo passou a ser repensada.

 

À medida que recebia investimentos milionários de empresas como Google e Microsoft, a companhia resolveu inovar, ampliando seu segmento e dando espaço a motoristas não profissionais. A sacada possibilitou a ampliação do negócio, transformando o aplicativo em um dos mais populares transportes de passageiros do mundo. 

 

Transforme seus resultados

Como andam os resultados do seu negócio? Apostar em um novo mindset e na experiência e conselhos de profissionais renomados no mercado pode trazer insights poderosos para a sua gestão.

 

Transforme seus resultados com os cursos de pós-graduação e MBA da FIA Online, uma das mais conceituadas Escolas de Negócios do Mundo. Conheça o nosso portfólio de cursos e esteja ainda mais preparado para os momentos que exigem tomada de decisão.

DEIXE UM COMENTÁRIO